livros literatura divergente na internet

Confiram o site LiteraRua do meu parceiro Toni C.

www.literarua.com.br

Diversos livros da literatura divergente, inclusive o de poesia que escrevi, "De Que lado Você Está?"
Conheçam e Acompanhem o Projeto Cre-Ser e o nosso Cursinho Popular:

www.cre-sercravinhos.blogspot.com

www.cursinhopopularcre-ser.blogspot.com
Lançamento do Livro: "DE QUE LADO VOCÊ ESTÁ?"

Autor: ANDRÉ EBNER (Cravinhos-SP)

Poesia, Música e Noite de Autógrafos
Venda do livro a preço promocional de R$10,00.

03/Dez - Sexta-Feira às 20:00
Em frente à Biblioteca na Calçada (Ao lado do Supermercado Descontão)
Cravinhos-SP

Realização: Selo Comunitário e Projeto Cre-Ser
Apoio: A Tribuna Regional e Cantinho das Letras
Participações no livro: Crônica Mendes, Danilo Literatude e Fanti Manumilde
Prefácio: Jéssica Balbino

Maiores informações: http://www.cre-sercravinhos.blogspot.com/
Lançamento do livro "Pelas Periferias do Brasil Vol IV" que tive a honra de somar com os poemas "Literatura Marginal" e "Daniel - Meia Autobiografia".


Muito Além do Cidadão Kane

Para quem ainda não assistiu:
http://video.google.com/videoplay?docid=-570340003958234038#

frase - Ghandi

"A não violência nunca deve ser usada como um escudo para a covardia. É uma arma para os bravos" - Ghandi

Letra - Zé Geraldo

Uma das letras desse cidadão excepcional que é Zé Geraldo. Que talento, que personalidade, que luta, que vida...

Como diria Dylan - Zé Geraldo


Hei você que tem de 8 a 80 anos
Não fique aí perdido como ave
sem destino
Pouco importa a ousadia dos seus planos
Eles podem vir da vivência de um ancião
ou da inocência de um menino
O importante é você crer
na juventude que existe dentro de você

Meu amigo meu compadre meu irmão
Escreva sua história pelas suas próprias mãos

Nunca deixe se levar por falsos líderes
Todos eles se intitulam porta vozes da razão
Pouco importa o seu tráfico de influências
Pois os compromissos assumidos quase sempre ganham
subdimensão
O importante é você ver o grande líder que existe dentro
de você

Meu amigo meu compadre meu irmão
Escreva sua história pelas suas próprias mãos


Não se deixe intimidar pela violência
O poder da sua mente é toda sua fortaleza
Pouco importa esse aparato bélico universal
Toda força bruta representa nada mais do que um sintoma
de fraqueza.
O importante é você crer nessa força incrível que existe
dentro de você

Meu amigo meu compadre meu irmão
Escreva sua história pelas suas proprias mãos

Poesia - Marcas que marcam

Marcas que marcam



Coca-Cola, Nike e Mc Donald.

Texaco, Dem, SBT.

Phillips, Levi's, Monsanto.

Polo, Pepsi, Globo, PSDB.


Não, obrigado.

Suas marcas não me USAm.

 
 
Ebner

Carnaval em Salvador

Resultado do Carnaval em Salvador:
http://www.globalgarbage.org/blog/index.php/2010/03/05/o-fundo-da-folia/

Frases - Alessandro Buzo


Não seja mais um bebendo pinga, grudado na tv, mais um que nada vê. Lembre-se que amanhã seu filho será você.

Alessandro Buzo

Ser Mãe

Ser Mãe




Carrega como princesa da nova Era

O risonho bebê que na barriga gera

Sorri elegante no teu novo corpo

Amor gigante é adjetivo pouco

(...)
 
Este poema completo e outros estarão no meu livro: "De que lado você está?" Em breve!!

"Porque podemos ser muito mais do que já somos"


Demis Preto Realista - A Família



A Peteca




A moleca ganhou uma peteca

se empeteca

Não sossega

Queria uma boneca



Insegura, encontra o moleque

Triste, não ganhou sequer cueca

Teu pai tomava pileque

Com a pobreza na caneca



A moleca oferece a peteca

O moleque aceita sem fazer eca

Aceitaria até a boneca

Ganhando não se peca



O moleque chora pelo presente

A moleca prá fugir do passado

Desconhecidos mas unidos

No mundo dois sapecas.




Notícias - 21/12/2009

- A Cidade do México aprovou neste dia 21/12/2009 o casamento entre homossexuais, fato inédito na América Latina.
Todo apoio!!! Que todos possam ser felizes e respeitados!
Que não seja um mal não fazer mal a ninguém.

Poesia - Dexter - Ativista Alado



Dexter - Ativista Alado

Anoiteceu...
Assalto armado.
Apanhado, acabou apunhalado, arrastado, algemado.
Alguns afirmaram: aprisionado até apodrecer.
Agonia, abatimento, aflição. Apatia, angústia, apreensão.
Abandono, atraso, atrito. Amargura, abismo.
Ante as adversidades, acreditou.
Animou, aspirou avançar, almejou.
Aprendeu, aprendeu, aprendeu.
Alternativa às armas, amadureceu a arte.
Aprimorou a alta aptidão. Agregou asas, auréola. Anjo, ascendeu.
Auto-determinado, aproveitou amigos, alianças, aliados.
Agora? Afamado ativista. Anti-reacionário, alternativa à aristocracia.
Avesso à arrogância, adversário à alienação.
Adepto à atitude apresentando apologia ao amor.
Antídoto ao arbitrarismo, ameaça às atrocidades.
Ataque a autoridades, atentado ao apartheid.
Aprovado, adimirado, aplaudido, aclamado.
Amanheceu...

Poesia - Gente

Gente

Criança
que cria
que corre, que cansa
Atenção
Mulher
que chamo de minha
como é linda
Gratidão
Homem
por desventura pobre
se não some sofre
Perseguição
Idoso
lança ideia
prazeroso prá platéia
Consideração
Gente
jeito tão diferente
mas uma somente
Opressão

Frase - Dostoievski


"A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque que é infeliz"
Fiódor Dostoievski

Poesia - Caminho


Caminho

Depois de tanto me guiarem
Sou eu quem minhas pernas seguem
Piso forte por caminhos distantes que vou
Para não me perder de quem sou

Encontrando e angariando parceiros
que de curva todo caminho é feito

Trago no peito meus amores
Carrego na mente nossas dores
Vencendo dia-a-dia o que me faz pequeno
Contemplarei um dia a grandeza da vida

E continuarei no caminho pelo que acredito
Amor, justiça social e pacifismo.

Poema - Se

Se
Autor: Rudyard Kipling
Tradução: André Ebner


Se você é capaz de manter a calma quando todos ao seu redor
Perderam a deles e te culpam por isso,
Se você pode acreditar em si mesmo quando ninguém mais acredita
Mas tolerar a dúvida deles também
Se você é capaz de esperar e não cansar de esperar
Ou ser mentido, e não devolver mentiras
Ou ser odiado, e não dar vazão para o ódio
E ainda não querer parecer bom demais, nem erudito demais

Se você pode sonhar – e não fazer de seus sonhos seu patrão,
Se você pode pensar – e não ter os pensamentos como um fim
Se você pode conhecer a Glória e a Derrota
E tratar esses dois impostores da mesma maneira;
Se você pode suportar ouvir as suas verdades
Transformadas pelo Zé-povim em armadilhas para os tolos
Ou assistir as coisas que deu a vida para conseguir, quebradas
e parar e reconstruí-las com ferramentas impróprias.

Se você pode juntar todos seus prêmios
e arriscar num jogo de par-ou-ímpar
e perder, e começar tudo outra vez
sem nunca lamentar uma palavra sobre a perda
Se você pode forçar seu coração e nervo e músculo
A dar tudo de si mesmo quando eles já estão esgotados
E não sobrar mais nada em você
A não ser a Vontade que diz para eles: ‘Resistam!’

Se você é capaz de falar com multidões e manter suas virtudes
Ou caminhar com autoridades – e não perder seu jeito comum de ser
Se nem atrasa-lado e nem parceiro podem machucar você,
Se todo homem conta com você, mas não excessivamente;
Se você é capaz de preencher um minuto imperdoável
Com sessenta segundos de valer a pena
Sua é a Terra e o que mais há nela,
E – o que é melhor – você será um Guerreiro, mano!

Bertold Brecht - Quem se defende

Quem se defende porque lhe tiram o ar

Ao lhe apertar a garganta, para este há um paragrafo

Que diz: ele agiu em legítima defesa.Mas

O mesmo parágrafo silencia

Quando nos defendemos porque nos tiram o pão.

E no entanto morre quem não come,e quem não come

o suficiente

Morre lentamente.Durante os anos todos em que morre

Nao lhe é permitido se defender.


Bertold Brecht

Proeminha - Magia do Rodeio

Cowboy playboy, artista na pista
público que vibra, aquele que organiza
Certeza que também pulará
quando o seu saco eu também apertar.


ANDRÉ EBNER

Projeto Cre-Ser

Hoje fizemos o organograma do final do ano e de todo o ano de 2010 em mais uma quarta-feira de conversa sobre os rumos do projeto Cre-Ser... Muitas coisa boa vem aí!! Dando certo o acordo com a companhia de teatro, melhor ainda.
Melhor que sonhar é viver!

André Ebner

Frase - Sérgio Vaz


"Quem lê enxerga melhor".

Sérgio Vaz

Poesia - Experimagens


Experimagens


Verde e rosa vem em ondas
azeitona verde em oliva
finca o palito no meio
pra comer melhor a pizza

Gourmet fica à vontade
sorri com fiapos nos dentes
cofrinho se mostra quando senta
a comida quando demora chega quente

Práticas de exercício fisico
molham o suor da nuca tua
calça e coxa uma só curva
e eu te fingindo nua

Cama prá que te quero
prá que se as pernas se encontrem
as íris brincam de esconde-esconde
os demais sentidos que se afrontem.


A.E.S.

Poesia - Questão de Valores



Teu colar vale
a minha casa e a dos meus amigos

tua postura não vale
a pulga da barba do mendigo


EBNER

Biografia - Bob Marley

Bob Marley nasceu Robert Nesta Marley, no ano de 1945 em Saint Ann, na Jamaica. Devido a morte do pai, Bob muda para Kingston, capital da Jamaica, onde passa sua juventude.

Ele era tirado pelos jovens negros do seu bairro por ser mulato e baixo. Mas rapidamente mostrou-se grande pela sua habilidade musical, postura e ideais libertários, popularizando o reggae no mundo todo.

Sobreviveu a tiros a mando do partido conservador da Jamaica, mas veio a falecer em 1981, com trinta e seis anos, devido câncer de pele desenvolvido a partir de uma unha do seu pé. Quando foi sugerido pelos médicos a decapitação do dedo para salvar o corpo, Bob não permitiu por ir contra sua religião, o rastafári, que entende que nada no corpo deve ser cortado ou mutilado.

Muito maior que sua associação com a maconha, Bob tornou-se o símbolo da liberdade, suas canções de redenção viraram hinos e sua imagem invoca a luta contra as opressões físicas e mentais do nosso sistema babilônico.

Artigo - Pequenos gestos, grandes Atitudes

Artigo que escrevi publicado no site do vermelho: http://www.vermelho.org.br/hiphop/coluna.php?id_coluna_texto=2548&id_coluna=75.
Transcrito abaixo:

Pequenos gestos, grandes atitudes
André Ebner

Todo artigo tem um propósito. Este fala sobre os pequenos gestos. Aqueles que poucos vêem, mas que torna possíveis os grandes gestos históricos.Muitas vezes pensamos que estes gestos têm pouca importância, pois somos só mais um entre tantos...
Mas é por pensarmos assim que continuamos escravizados. Pequenas atitudes têm a ver com posicionamento, postura, afirmação e contundência. Por isso, fazendo pequenos gestos com consciência, temos uma poderosíssima ferramenta para a luta pelos valores do hip-hop, de justiça, igualdade, paz e amor.
Um ser consciente é antes de tudo aquele que age de acordo com valores de humanismo. A consciência é considerada o quinto elemento do hip hop, o elemento que dá sentido aos demais. Ela é sustentada pela informação e pelo senso crítico. Por isso, devemos sempre buscar saber como as coisas acontecem, e observar quais interesses estão por trás das notícias.
Consciência é uma questão de coerência. Se queremos paz, temos que conviver pacificamente no show, na vizinhança e na família. Pacíficos, e não passivos. Temos que inverter a ideia de Maquiavel, de que os fins justificam o meio. Na realidade, os meios é que justificam os fins, pois guerra nunca gerará paz, nem o ódio o amor.
Os pequenos gestos são vitais por exemplo na hora de consumirmos. O consumo é tão importante na sociedade capitalista que temos que utilizá-lo ao nosso favor. Temos que entender que tudo está interligado, e que uma pepsi que você compra aqui, mata um irmão no oriente médio, pois a pepsi financia a campanha dos Republicanos, o partido do Bush, o partido da guerra... Louco né?
Mahatma Ghandi, líder da indepedência da Índia e um dos maiores mestres da humanidade, utilizou muito bem os pequenos gestos, quando junto com seu povo passou a coser suas próprias roupas, negando o algodão inglês que mantinha a dependência indiana.
E não para por aí. Uma atenção sincera que você dá a uma criança hoje, pode muito bem evitar que ela se transforma num crimonoso amanhã. As possibilidades são inúmeras, pense em pequenas coisas na sua vida que podem produzir um efeito positivo na vida dos demais. Fazer a nossa parte nos dá grande satisfação.
A grande escolha nós já fizemos, que foi o hip-hop. Agora é hora de transformarmos cada vez mais os pequenos gestos em grandes atitudes. Rimando consciência com coerência, ninguém pode nos parar.

Resenha - Hip hop - A Cultura Marginal


Fruto de um trabalho de faculdade, o livro "Hip Hop - A Cultura Marginal", de Anita Motta e Jéssica Balbino, pode trazer dois pés atrás. Será mais um estudo do hip hop por quem não vive ele? A ideia se esvai na primeira fase: "Vem ardendo, sangrando e machucando". O hip hop vem que vem, é isso e muito mais, e o livro apresenta um pouco de cada um desses muitos.
Indicado para iniciantes e graduados, o livro narra em leitura fácil desde a origem do hip hop até seu papel de resgate hoje, informando de maneira apetitosa. Ensinar é regar a semente sem afogar a flor, proclamou o nosso poeta. Jéssica e Anita comprovaram.
Livro para dowload no próprio blog da autora:
http://jessicabalbino.blogspot.com/
boa leitura nos livros e muita luta nas ruas!

André Ebner

Eu e você (você e eu)

Você é mar
eu sou sol te lambendo
eu sou futebol
você é juiz roubando pênalti
você é oceano
eu sou gaivota que te beberica
eu sou dentadura
você é lábios me sorrindo
você é doce de leite
eu sou criança esperando
eu sou Alice
você é maravilha

eu quero tudo que você é
você é tudo que eu quero.
EBNER

Poesia - Gramática a dois


Gramática a dois

Um velho arrebanhou
os carneiros que me faziam durmir
as lembranças da infância
já não me fazem companhia
abandonado,
só queria estudar gramática
te perguntaria:
me mi comigo?
tu responderias:
te ti contigo!

EBNER

frase - Aliado G


A política existe independente de nossa participação. Não participar da política é como parar o relógio para economizar o tempo.

Aliado G

poesia - Duas receitas para o stress


Duas Receitas para o stress



Primeiro, pegue uma cerveja e fume um cigarro.

Se Continuar, contrate uma puta e beba whiskie, afinal você tem que gozar a vida também.
Se voltar, se perca no crack, mesclado e farinha. Foda-se quem critica, ninguém é santo.
Piorou?: continue o tratamento em doses cada vez maiores. Não se aflija, o fim está próximo.


Ou:

Presta atenção nas coisas simples da vida.

André Ebner Silva

Artigo - Corres da Literatura Marginal

Corres da Literatura Marginal

A literatura marginal não está de passagem e nem a passeio, né não Dinha?! Veio prá ficar, porque já passou da hora de termos voz, e também letras. Segue abaixo alguns dos corrres da galera até o presente momento. Aviso ao sistema: Estamos em construção, livro por livro!
Alessandro Buzo, além dos livros publicados, contribui significantemente na cena toda, fazendo kaos com seu boletim, periferiando blog's, entre outros muitíííííssimos corres. De Maio a Abril. Na real, o Buzo deve ser uns cinco irmaos gêmeos. Outro cara que escreve, milita e organiza, e não para nunca, é o parceiro Toni C. Pode crê, só Manumilde.
Ha ha, hu hu, o Sérgio Vaz é nosso!!! O melhor poeta de todos os tempos. Se não para a ABL, para a gente é. Sem reticências. Salve aos cooperiféricos!
Por falar em poeta, Allan da Rosa quebra vidraças com seu lirismo negro. A dupla Elisandra e Akins mostra a que veio. Construimos marginalmente, porque somos Du lixo, Du ghetto, da Periafricania, guerreiros que ninguém põe na Maca.
Atenção, encontramos a cura! Contra o vício da cola, nada melhor que Sacolinha. Vai aprender assim lá com o Ciríaco. Só assim prá essa Sociedade do código de barras não nos colocar de Canto.
A Mary do Rap versa de dentro do nosso cérebro e chega ao coração de todos. Salve Valdir Couto, família Elo da Corrente e todos os saraus e bibliotecas comunitárias espalhadas pelo Brasil. Haja armamento para a (r)evolução!
O Ferréz é nosso antimíssel aéreo, disparando rajadas curtas e grossas na elite preconceituosa. E olha que ainda temos Fuzzil hein...
Por falar em arsenal pesado, olha o pessoal do rap que chega chegando: Crônica, Bill, Gog, Thaíde, Eduardo, entre outros. É um orgulho somar palavras com vocês.
É isso aí. A todos que não estão aqui, mas que também lapidam palavras afiadas. Estamos rimando ação com (r)evolução. Só não vê quem não quer ler.
A.E.

Poesia - Saúde prá que(m)?


Saúde prá que(m)?


No Corredor a lotação, o vazio no coração
Sangue, vômito e escarro
tristeza, agonia e dor
_Me ajudem, me ajude pelo amor!
Se desculpam atrasados
e eu sem o pronto socorro
me perguntando do hospital
_Eu to passando muito mal!

Tem gente gozando luxo pelo bolso alheio
E a pior violência, a omissão
_Você se importa? Me ajuda então!

Não? Como? Como não?
A morte me vem sem pudor
Só não sei se de raiva ou dessa dor.


André Ebner Silva

Pensamentos - Eduardo


"A única campanha que eu faço é pelo ensino e pro meu povo se manter vivo"


Eduardo (Facção Central)

poesia - Sarau



Sarau para Cre-Ser


O sarau é um local
em que todos competem
para ver quem é
o mais louco

No final
os vencedores e os perdedores
recebem o apelido
de poetas.


EBNER

Poesia da noite

Eu quero uma poesia
que se cantada de dia
seja distante e sem razão

Mas... quando a noite faz sombra
queime o sangue como brasa
e assombre feito trovão!!


EBNER
Não!
Não prestou atenção
esqueceu da lição
foi aprender na prisão
como se diz não!

EBNER

Menino-goleiro-negro

Concentra aguado
belo e artístico sois
divididos em dois
melhor seria somado

pula bola desliza no palco
a chuteira quem dá o show
drible de corpo e gol:
_Pega aí seu macaco!
nem brigou, acostumado
frangava insultos, não defendia
jogando na baixo-estima
seu futuro alí decretado.

EBNER

Proeminha - Vida



A vida é um superpoder
concedida aos que não são
nem herói, nem vilão


EBNER



"Não é apenas se vestir, investir na imagem. É traduzir, resistir, persistir na mensagem"

Genival Oliveira Gonçalves

Proeminha - Oito Deitado


A poesia é
incompleta
Mas infinita


EBNER

Proeminha - O Poema mais bonito e falado do mundo




Eu te amo

EBNER

Conto - Tinha uma Favela no meio do Caminho


Tinha uma Favela no Meio do Caminho


Terminado o ensino médio, um ano desempregado, Marcos finalmente consegue um trampo, e vai trabalhar numa empresa perto da sua casa.
Apesar da distância até a empresa ser de quinze minutos a pé, ele levava vinte, pois desviava da favela que tinha pelo caminho.
- Eu? Andar no meio daquela favela? Você tá é louco... _ dizia para o pessoal do trabalho, que o apoiava, lembrando o quão perigoso era o lugar.
Certa vez, atrasado para o trabalho, Marcos teve que passar pela favela. Correndo e suando frio, cada barulho era um alerta. Tenso, respiração ofegante e coração à milhão, nem olhou para os lados. São e salvo, chegou no seu trabalho com um pequeno atraso, mas já suficiente para o comentário opressor do patrão, que calhou nesse dia de estar lá logo cedo.
Após a experiência de medo e apreensão, nunca mais andou pela favela, mesmo que atrasado. Mas algo estava para acontecer.
Alguns meses depois, após a benção da mãe, Marcos foi para o trampo como todos os dias, caminhando junto aos carros. Uma rua sem calçada, um caminhão desavisado, e ele não menos, foram os ingredientes da cena. Um caminhão acerta Marcos, jogando-o para o muro, e ele cai fora de si.
Marcos só acordou dalí a dois dias, no hospital. Reconhecendo a mãe, quis saber o que acontecera. A mãe descreveu a cena e contou que uma senhora que passava pelo local é quem o acudiu, chamando a ambulância e dando o primeiro socorro. Agradecido, ele pediu para visitar a bondosa senhora.
Restabelecido, foi até o endereço indicado. Qual não foi a surpresa ao perceber que ela morava na favela perto da sua casa, aquela mesma que tantas vezes havia desviado. Com medo mas decidido, chegou na casa procurada, que apesar da falta de acabamento, era bem limpinha. Chamou a senhora, que logo apereceu e o convidou para entrar, numa simpatia só.
Descobriu que seu nome era Nice, conheceu a sua família e deparou com uma simplicidade misturada com sentimentos bons no coração que o fez chorar.
Agradeceu imensamente a ajuda e voltou para a casa feliz da vida. Durante a volta, notou o que nunca havia reparado: que a favela apesar de pobre tinha muita vida, muitos jovens sorrindo, mulheres conversando, crianças brincando e trabalhadores indo e vindo do serviço.
Acabado a dispensa médica, Marcos volta ao trabalho, conta o que ocorreu e cheio de razão emenda:
- Eu? Andar no meio daquela autovia? Você tá é louco... Eu vou pela favela mesmo!


EBNER

Pensamento para enfrentar o mundão



"Não seja fã de pessoas. Seja fã de idéias."

Preto Nando

Poesia - Preto Ghóez


A SOMA DO QUE SOMOS
(Preto Ghóez)


Olhe bem pra mim e não esqueça disso
Me veja como um bicho
Me trate como um lixo
Nunca fui sujeito homem
Sou o produto do rejeito
Do dejeto
Da fome
Condenado a viver na merda
Na guerra
Nunca fui tão humilhado o quanto sou fera
Sou a soma
O resultado de seus métodos
Nas minhas veias corre o esgoto à céu aberto
Nunca fui feto
Quando muito um parasita
Tomando à força da velha doméstica
Sua própria vida
Ferida aberta ressecada
Escada abaixo na evolução humana
Quem ama não mata, maltrata, aprisiona
Receito
Que pela falta de recreio nas horas
Eu seja
O pobre, a puta, o preto, o feio
A mais pura ruindade
Entre um drink e outro celebrem
Toda a minha infelicidade
12 anos de vida
E já trancafiado numa cela fedida
Cascatas de lágrimas no seio da minha família
Uma salva de palmas nos palcos do genocida
Um número na estatística de mais uma infância perdida
Um gatilho meu melhor amigo, Profissão: perigo
O tucano a serviço da águia
Trás mágoas consigo
Um moleque cheira cola, fuma maconha
Mata e rouba como sonha o imperialismo
Me estuprem, me torturem
Como quer a mídia
Que eu ponho fogo no colchão da burguesia
Se eu não tenho sonhos
Eles tem insônia e inseticida
190 não descansa vem me dedetiza
Baixada, morro, favela, proletários


Pros letrados ensinam
Sangue azul enche a caneta de quem rima
Sou viela, sou da quebra, sou periferia
Um Frankestein latino, um preto nordestino
E nem deu tempo de ser menino
Profanaram meu corpo, meu templo
E eu blasfemo como bate o sino
Enquanto isso intelectuais suínos, sorrindo
Distribuem facas de costa à costa em seus amigos íntimos
Dizia a canção da possessividade
Amigo?
É coisa pra se guardar debaixo de sete chaves
Isso é empírico, se respiro, vivo!
Tenso, logo existo
Nem o dobro da maldade dos traíras
Que só atacam no calado, e do combate se retiram
Puderam acalmar a minha ira
Sou feito de favela, pode ver a etiqueta
Mais um cabeça chata de pele preta
Um desgraçado enviado pelas tretas
Respeita!
A fita eu canto, eu rimo
Quer saber quem eu sou?
Reflita...
Pequenos pezinhos, descalços na trilha
Pequenas mãozinhas, fecham os punhos
E lideram mais um família
Em marcha!
Marcham pelas próprias vidas
De posse da foice, da enxada, do facão
Como mestres da esgrima, revelam tamanha maestria
Celebrando a lida entre irmãos
Duas décadas de luta, e a labuta dá fruta-pão
Pão nosso de cada dia
Entoa a canção da maldição à burguesia
E se as trevas da udr nos armarem uma teia
As almas de Eldorado vem nos alumia
E não é a toa que a internacional ecoa
Bandeira vermelha que tremula e voa
Debaixo de um sol de sertão
Ou cruzando a Ipiranga com a São João
Debaixo da garoa
Todo favelado é sem terra
Liberta a vontade vermelha
Todo sem terra é da quebra


A negritude, atitude semeia
Carreguei o tambor com as vogais
Desrespeitei a concordância verbal
Puxei o cão do ponto continuando
Mudei de tema, teorema, problema aritmético
Eu sou o excedente sem dentes
O fator ético, nego sabido, sujeito eclético
Inconformados os ricos, inventam outro mundo
Do outro lado do muro
Recheiam suas pelúcias
Com o medo do escuro
Só não esqueçam que sou feito de favela
E isso é mais que aço
Comprem belos ternos pros seus cães
E se eu passo:
“Desconjuro”
- Eu ouço
Faça isso não seu moço
Que eu ou tão louco, estranho
Que ainda estando no fundo do poço
Eu uso seu crânio e cavo mais um pouco
Sou feito de favela
A preta velha chorando num final de novela
Um corpo sangrando, a sequela
Minha quebra é playground macabro
Ornamentando com velas
Graças à ROTA eu tropeço
No cemitério clandestino
Gasto toda a tarde de domingo
Eu e meu menino
Montando o quebra-cabeças,
- Ou o quebra-cadáver?
Tanto faz
Eu adoro vê-lo sorrindo
Sou assim mesmo, um erro
O desagradável, o descartável
O memorável nada
Que quando morre vira tudo
Na quebra, vestido de festa é luto
E se não luto, me arrasto ainda vivo
Puto!
Por receber um mundo assim tão imundo
Não é lindo?
Nossas mães que eram moças direitas
Nós sempre fomos zeros à esquerda
Nos rebanhos de ovelhas negras


Descemos ao covil dos lobos, das tretas
E de ovelha à coiote, anote
É só sair da mira da escopeta
Cansei de ser um alvo fixo
Creci prolixo
Ou pro lixo?
Num sei, preciso me repetir
Saber por onde ir
Feito de favela não tem nome
Assim ninguém nota quando some
Então faça a soma
Some a soma do que somos
100 infância
10 preparado
1 fudido
Subtraio o sorriso da cara do inimigo
Multiplico as ações contra o capitalismo
Divido entre os meus a verdade dos livros
Pois a soma do que somos...
Some e assume
O extraordinário como cotidiano
Quando
Todo o dinheiro ou seus donos
Já não somam mais
Que o futuro dos seres humanos
Hermanas, hermanos de tão pretos vermelhos
De tão pobres, guerreiros
A foice e o martelo equaciona
A soma de todo o planeta
Nos afasta dos traíras e das tretas
E a soma do que somos
Torna-se na soma de nossos sonhos
O resultado de igualdade entre os homens

Preto Ghóez (autor de Sociedade do Código de Barras)

Proeminha - Primeira Pessoa

O poema em primeira pessoa
por estarmos representando
é o mais verdadeiro

Ebner

Proeminha - O Amor é ...

O Amor é cotidiano
grato e entorpecente
embriaga o coração
e dá vontade de gente.


EBNER

Site Literatura Periférica

http://www.literaturaperiferica.blogger.com.br/



É nóis.

Memórias de um Sobrevivente

28 de Julho de 2009 D.C.

- O mundo segue sua rotina: na guerra da desigualdade, o egoísmo canta palavras de amor.
- Pessoas incríveis dominadas por si mesmas. O homem não aprende a se governar, e a democracia ainda não deu certo.
- Há anos-luz de tornarmos um só, mas há focos de resistência.

Proesia - Prostintuição



Puta
que pariu
e que abortou
posta na sargeta
alugando a buceta
por luxo e necessidade
pele negra bem marcada
bunda dura e rebitada
sorriso agridoce
puta da rua
seminua
é eu

A.E.S.

Proeminha - Adolescência

Nada explica a persistência
do adolescente aprendendo o mundo

ele sabe que vem tristeza
mas sofre querendo saber.


Ebner

frase para refletirmos







"É preferível mil vezes afrontar o mundo estando de acordo com a sua consciência que afrontar a sua consciência para ser agradável ao mundo."

Mahatma Ghandi

Proesia - RevoluAção

De nada adianta lutar
por aquilo que não somos

Um gesto altruísta vale mais
que mil palavras revolucionárias.

Ebner

Memórias de um Sobrevivente - 16/07/09

Memórias de um Sobrevivente - 16 de Julho de 2009 D.C.

Sob Pressão

- Sarney pressionado a largar a presidência do senado, ofereceu uma quebra de decoro parlamentar de bandeja, para aceleração do processo.

- Presidente golpista da Honduras pressionado a deixar o cargo, admite possibilidade de renúncia.

- Educação e Saúde no Brasil continuam inumanos, os responsáveis não estão sob pressão alguma, aprovados nas urnas.

frase para reflexão-ação - Capra


“Os lucros privados são hoje obtidos às custas de exploração social ou ambiental"

Fritjof Capra

Proesia - De que lado você está?

De que lado você está?

Divago sobre os lados
Navegando alado
Percebo que temos mais lados
Que diamante lapidado

Adiante o seu lado
Mas não deixe ninguém de lado
Todo ser ao seu lado
Tem um lado a se conhecer

Lado branco que atravesso a nado
Plano sem curva e nem reta
No planalto das palavras
Mostro meu lado poeta


EBNER

Poema - Sarney


Sarney

Lá na minha terra
ninguém fala mal
é tudo patrimônio meu
tv, revista e jornal

_Me dá mais um vinho.
peço no restaurante
até esqueço das críticas
os radicais são ignorantes

No toma aqui dou lá
já tomei o Maranhão
lá não tem desordem
revertí até eleição

Sabe como é né
família de primeira linha
cada qual com a sua
e o país com a minha

Até o Lula, coitado
que brigava comigo
sempre jantamos juntos
é meu melhor amigo

Que ameaça o que?
o senado sou eu
o senado é meu
é só do meu eu

já fui ditadura
já fui presidente
os tempos eram outros
mas a mesma gente.

EBNER

frase para pensar


"O domínio da tecnologia cresce mas não chega até o seu âmago, a essência, o íntimo da alma humana, o homem ainda não se conhece e não está conseguindo montar uma máquina que traduza apenas o seu coração e o por quê de tanta falta de amor ao próximo."

Mary do Rap

Notícias da semana - 06/07/09

06 de Julho de 2009 DC - Olhares Semanais de um Sobrevivente

- Entre o medo da perda do poder e a quebra escancarada dos princípios, o Partido dos Trabalhadores está dividido quanto ao apoio a Sarney, que balança no cargo de Presidente do Senado devido irregularidades já comprovadas. Lamentável que defender os princípios não seja condição sine qua non da governabilidade.

Proesia - Em verdade

Em verdade

Não brigue entre vocês
Em verdade vos falo
Respeite as diferenças
e colecione aliados

De odio e de egoísmo
o mundo já ta cheio
e não foi prá isso
que Jesus por aqui veio

E sim para semear amor
em todo coração
então vamos todo juntos
seguir essa oração

Que vem do fundo da alma
prá seguir minha missão
em meio à tanta hipocrisia
tenho que buscar a solução

Pareço ingênuo mas acredito
num mundo muito melhor
em que se sinta o cheiro
da esperança e não do pó

Sei que o mundo tá cruel
com moradia de maderite
mas também sei que
pro amor não tem limite

Sei o poder que tem
um bom-dia ao padeiro
um sorriso pro desconhecido
um abraço no companheiro

Seu inimigo não é
o ladrão no quintal
que na paranóia do crack
rouba roupa no varal

Nem o moleque com a cola
que todo dia passa mal
dói a barriga
angustia de fome, normal.

Pode parecer batido mas
Desigualdade social
e todas suas facetas
é o nosso verdadeiro mal

Vê se me entende
e sempre tenha em mente
que seu inimigo não é
ninguém da nossa gente

Temos que achar a cura
do sistema urgente
para podermos prevenir
o assassino doente

Prisões são feitas
em nome da civilização
mas é ela própria a causa
da presente situação

Em verdade vos digo
do fundo do coração
que um país começa
pela sua educação

Não essa que acostumamos
de descaso e exclusão
que a competição é a profesora
e o preconceito a lição

Mas um ensino baseado
nos princípios do humanismo
que forme homens livres
cujo o amor é o destino

Que não obrigue a entrada
numa decoreba incessante
mas que ensine a criança
a ver o outro como semelhante

Que lhe alimente a alma
com cultura, esporte e ciência
filosofia, a arte da dúvida
causa e consequência

Fidel e Chê Guevara
entraram na luta
pegaram em armas
e fizeram a Nova Cuba

Uma sociedade socialista
baseada na igualdade
em que a saúde e o esporte
possui índices invejáveis

Em que a violência urbana
caiu mais da metade
porém se esqueceram
do senso de humanidade

Condenação de morte ainda é
a realidade cruel
prá quem tenta escapar
da ilha de Fidel

Você me pergunta então
de que lado eu tô
eu lhe dou a reposta
seu doutor

Não acredito no governo
não acredito no poder
acredito no homem
sendo seu próprio rei

Não acredito na igreja
não acredito na hierarquia
é pela verdadeira liberdade
que eu luto todo dia

Que vai trazer um mundo
como nunca vimos antes
um mundo sem dominados
e também sem dominantes



EBNER

Poesia - Lenine



Lenine

Fervor no violão e
batida sem igual
na energia que contagia
só me resta rimar: genial.




EBNER

Frase para a alma - Lenine

"Um jornalista mal preparado uma vez me perguntou como se faz sucesso da noite pro dia. Eu respondi que ele passasse 20 anos tentando que um dia ele podia conseguir"

Lenine

Notícias da semana (28/06/09)

Notícias da semana (vinte e oito de Junho de dois mil e nove anos D.C.)

- Morre Michael Jackson, branco, de nariz afinado e gastando milhões futilmente. Michael Jackson, negro, embalando sonhos e alegria de milhões, sobrevive.

- Selecão brasileira vence Estados Unidos de virada e é campeão da Copa das Confederações. Resultado: Colônia 3 x 2 Metrópole.

- Golpe militar destitui presidente esquerdista de Honduras. Líderes políticos mundiais se manifestam contrário e não reconhecem novo presidente. Se a ignorância é infinita, a esperança é vitalícia.


A.E.S.

Poesia - Quando olho no espelho



Quando olho no espelho

Quando olho no espelho
vejo um vencedor
não que eu tenha vencido guerras
mas por aprender motivos para lutá-las

Quando olho no espelho
me vejo um tanto quanto inseguro...
não por fraquejar na luta
mas por não saber duvidar das minhas dúvidas

Olhando no fundo dos meus olhos
Mergulho para dentro da minha alma
procurando algum câncer
que dissimulei à mim ou à sociedade

Não pela vergonha do pecado
Mas pelos meus olhos já terem se acostumado.


EBNER

Notícias - 08/06/09

Oito de Julho de dois mil e nove- Contabilidade:

Governo Yeda em POA dá 150 milhões de reais em incentivos para a Souza Cruz.
Real Madrid paga R$ 170 milhões de reais para compra de Kaka.
Os milhares de desalojados pelas chuvas no Norte e Nordeste na semana passada ainda não foram contabilizados...

Grandes Pensamentos




"Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem."

Jean-Paul Sartre

Poesia - Teimosia

Teimosia

Meus sonhos foram perdidos
Durante o estéril expediente
Entre a golada de café
E a iminência da repressão.

Mas, teimoso que sou
Voltei a procurá-los
Entre a beleza do simples
E a alegria de bailar a vida.

Expirando a viagem que gozei
Não lamentarei o tempo perdido
Porque escolhi morrer em pé
A viver de joelhos.


EBNER

Notícia - 01/06/09

Primeiro dia do sexto mês de dois mil e nove anos após o nascimento de Cristo, conforme convenção. Início do século XXI.
Naufragou ontem no mar a vida de duzentos e vinte e oito pessoas. Atenção: Procuram-se culpados. Vivos ou mortos. Desastre natural, acaso... raio que os parta... Avião é o mais seguro, mas como conciliar estatística com vida? Por que morrer muitos de uma vez choca mais do que morrer alguns muitas vezes? Por que morrer choca mais que viver indecentemente, na fome, na miséria, no desespero...? Aliás... Como estão Vivendo as pessoas ao seu redor, Hein?
Aqui em terras paulistas, mais uma greve. O governo Serra é uma fábrica de greves. Dessa vez, são os professores, que brava e lindamente fizeram a greve para barrar mais duas leis do governo tucano que visam tornar a educação menos livre, menos dinâmica, mais burocrática e mais controlável. Lindo é ver pessoas lutando pelo bem coletivo.

frase para reflexão

"Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necesário, não haveria pobreza no mundo e ninguém morreria de fome."

Mahatma Ghandi

Poesia - Eclipse


Eclipse

Durante o dia me pegam e me torcem
Espremem, dobram e espremem com força
Levam meu suco para a sala de cima
Para a coleção de sucos do presidente

Cai a noite, passo o cartão
Um sorriso cansado me contagia
Engulo minha dor, escolho aonde vou
Estou ao lado de quem quero, comunhando almas.

Canalhas canibais, jamais usurparão as noites!



EBNER

Proeminha - Shopping Center



Shopping Center

Quem diria...
quinhetas lojas
e eu só gostaria
da sua livraria.


EBNER

Frase para assimilarmos


"Para a guerra atual, conhecimento é uma arma"

Gato Preto

Poesia - Enclausurados

ENCLAUSURADOS

TEIMAM EM CERCAR DE MUROS
AS TANTAS BELEZAS DO MUNDÃO
VIGIA, ARMA E INGRESSO NA MÃO
EM NOME DA SEGURANÇA, A EXCLUSÃO

PASSEIO ENTRE HOMENS E CASAS
E SINTO A FRIEZA DE CADA PORTÃO
FECHADOS NO QUE CHAMAM DE SEU
E HAJA CADEADO PRO CORAÇÃO

CERCAM LIVROS E FACULDADES
CERCAM AS LEIS DA OPRESSÃO
QUE CADA LINHA QUE ESCREVO
LIMEM AS GRADES DA NOSSA PRISÃO




EBNER

Frase para refletir e agir


"Os covardes são os que se encobrem sob as normas."

Jean-Jacques Rousseau

Poesia - Após a Balada

Após a Balada

Luzes baixas do farol
Escuridão das árvores ao redor
O silêncio da noite como testemunha
O frescor do vento como alento

A lua brilhou o menino correndo
Atravessando a rua sem saber
Que o encontro com o carro
Mancharia de sangue o vidro

A mãe desesperada sobre o corpo
Familiares e amigos comunhando a dor
O motorista abalado troca de música
Procurando combinar sua embriaguez


Ebner

Poesia - Literatura Marginal

Literatura Marginal

Era uma vez, no meio da multidão
Uma senhora que veio em minha direção
Me perguntando a razão pela qual
A nossa literatura é dita Marginal...

É Marginal porque nem sempre é tudo nosso
Porque do seu ofício só nos restou os ossos
Se não fosse difícil não seria do Hip Hop
É a luta do favelado, do fudido, do pobre.

É Marginal porque Somos nosso ponto de vista
Criamos livros, sites, sarais, jornais e revistas
Lapidamos a palavra para encontrar a revolução
Somos o quinto elemento, a conscientização

Somos marginais porque não temos seus valores
As coisas simples da vida é que são nossos amores
Altos gritos declamados recitam palavrão
Com os ideais na cabeça e uma caneta na mão.

É Marginal porque mostra o que você esconde
A vida pulsando por debaixo dos escombros
Enfim, é Marginal porque é Litera-Rua
Periférica e Nossa!

André Ebner Silva

Citação dos guerreiros


"Não quero flores no meu enterro, pois sei que irão arrancá-las da floresta"

Chico Mendes

Pensamento

Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas esteja tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível.

Mahatma Ghandi

Poesia - Amor, igualdade, justiça e liberdade

Amor, igualdade, justiça e liberdade

Ninguém é mais que ninguém
vai todo mundo pro além
tira o rei da barriga
nesse mundo não tem superman

De bermuda e chinelo
procuro fazer o bem
às vezes eu acerto
mas eu erro muito também...

Se eu sou humano
se eu não amo o mano
também tô errando...

Quem aqui tem o dom
de falar que não tem culpas
quando erro e vejo
reconheço, peço desculpas
Amizade
não posso viver sem...

orgulho e vaidade
são meus inimigos nessa luta

A luta é pelo amor
a luta é pela igualdade
a luta é por justiça
e também por liberdade!

O que é a justiça
senão fazer o bem acontecer
meu bem, meu amor, amor-e-bem
é a única verdade do meu proceder

Se eu vejo um mano passando
cumprimento na moral
humildemente repito
aqui todo mundo é igual
Humildade
é a chave da vida, criatura!
então use bem esse bem
que o que não falta é fechadura...

É muito bom poder andar
de cabeça erguida
com o coração limpo
tranquilo na vida

E prá quem não tá
nesse patamar
não se desespere jamais...
Prá quem sabe olhar prá trás
nenhuma rua é sem saída
e você ainda, encontrará a paz

Sei que não é fácil,
sei qual é que é
maldade tem muita
em todo lugar, é...

Mas não peça arrego
mande ela prá longe
com a humildade de um rei
e a paciência de um monge!

Vá plantando amor
por onde quer que passe
e se tem zé-invejinha no caminho
peça licensa e ultrapasse...

Pois nunca abra mão
dos seu sonhos, sangue bom

A luta é pelo amor
a luta é pela igualdade
a luta é por justiça
e também por liberdade!

E quantas mortes a mais
prá saber que já se matou demais...

Código de hamurab, com isso
assumo o compromisso
eu não dou guela
não quero entre os meus
cegos e banguelas...

E a igualdade não é complexa
duplipensa assim:
é preservar as diferenças
sem excluir!

É dar a mão a todos
é a solução dos loucos, assim:
Amar...
mesmo a quem não gosta de mim!

Porque, lógico
todo mundo tem a parte boa
ache-a no teu próximo
e a desenvolva...

O resultado virá
você verá,
irá à vera!
e o resultado será
sem sonhar
melhor que se espera!

Porque o mundo-espelho
reflete cada ação
mas quem é justo
e verdadeiro de coração
ainda que caminhe no Vale da sombra
e da escuridão...
jamais temerá a reação
jamais temerá a reação!

A luta é pelo amor
a luta é pela igualdade
a luta é por justiça
e também por liberdade!

E a liberdade só acontece
quando a vaidade se esvainece

A liberdade só ocorre
quando o orgulho morre...

A liberdade só acontece
quando há muito
na cabeça permanece
e no coração progredindo
se fortalece
e quando aparece
um novo dia amanhece...

Livre de preconceito, irmão
daquele jeito, então
imagem não é nada
amor é tudo, parceiro!

Amor no coração
nos leva a evolução
de primata a homem livre
tamo na transição

Anarquismo não é caos
é organização
porque um povo forte
não precisa de governo não
ofereço a outra face
mas dessa luta não abro mão!

A luta é dia-a-dia
pra que o mundo mude
porque a melhor poesia
é a sua atitude...

Vamos lutando e sofrendo
de pouco em pouco
o processo é lento
mas o resultado é bem louco!

Nunca esqueça disso
esse é o compromisso:
você tem um mundo a mudar
uma humanidade a melhorar
e a sua comunidade a cuidar...

Como disse um aliado...
eu também sou cheio de defeitos
mas não posso me cansar de lutar
porque eu não tenho esse direito!

A luta é pelo amor
a luta é pela igualdade
a luta é por justiça
e também por liberdade!

André Ebner Silva

Proesia - O Salário do Seu Chico

Seu Chico, ansioso, sacou o esperado salário
Vale notar que não excedia o limite diário
Já perto de casa parou no boteco do Seu Zé
Tateou em forma de notas novas o suor do operário

Seu Chico pagou a conta do bar com a metade
Guardou um refri pras crianças, seria a novidade
Nas piadas de futebol era uma alegria só
No ponteiro da parede viu que já era tarde

Chegou em casa e viu no sofá a mulher brava
Acostumado, esperou a hora que se acalmava
Deu pra ela duas onças prá conta de telefone
E jantou rápido enquanto no dia seguinte pensava

Os duzentos reais restantes guardou pro álcool
Deu Graças a Deus que a esposa é doméstica,
Caso oposto seria foda porque seu salário já foi pro saco
Da Ambev, Souza Cruz, Telefônica, Coca e Texaco

Seu Chico é um guerreiro sobrevivendo a opressão
Mais um se moendo prá garantir a boa vida do patrão
E no seu modo de sobreviver, mesmo sem querer
Seu salário financia mortes e sua própria escravidão.

André Ebner

Frase do agora e sempre


"Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais"

Bob Marley

Poesia - A Morte do Seu Zé



A Morte do Seu Zé

Morreu Seu Zé
mendigo e maltrapilho
era a alegria da garotada
ensinava pipa prá gurizada
e levava chute na madrugada

Seu Zé andava bêbado e fedido
mas, digno, jamais deixou de sorrir
tratou todos muitíssimo bem
Não deixava de saudar alto ninguém
Dividia o conhecimento e pedia algum vintém

Seu Zé morreu, coitado, jogado
excluído confundido com o muro
vira-lata que uivava o passado
se tivesse nascido poodle de madame
teria sido melhor tratado.

André Ebner Silva

Collor, Renan e o Lula

Após manobra realizada pelo excelentíssimo Renan Calheiros, foi empossado hoje, 04/03/2009, como presidente da Comissão de Infra-estrutura do senado, o senhor Fernando Collor de Mello, que dispensa apresentações.
Quanto ao Renan, este não dispensarei apresentações: é aquele que o presidente Lula usou seus discursos para defender, todos os dias durante meses.
É seu Lula... Eu, que já te apoiei, com pesar no coração, apesar de haver algum avanço com relação ao FHC, choro tua falta de compromisso, tua falta de postura, tua falta de vontade de mudar, tua falta de esquerdismo já autopronunciada, em nome dos teus acordinhos, da tua pretensão política, dos jantares de interesses no teu meio... Outros nunca foram, e você deixou de ser Gente da Gente há tempos.
Estarei sempre disposto a te auxiliar quando quiseres esquerdiar um pouco, mas preferes os Renans, os Meirelles, os dolleiros, as licitações ilícitas, as ostentações, tuas frases de efeito contra nossas cobranças, teus óculos de milhares de reais, tuas entrevistas exclusivas à Globo.
Me dói muito opiniar de modo que soa próximo ao Mainardi. Como me dói.

André Ebner Silva

Resenha - A Rima de Genival

A.E.S.:

A Música "A Rima" de Genival Oliveira Gonçalves, o GOG, expressa em linda linguagem e poderosas imagens a paixão que a poesia nos desperta, pelas palavras coloridas que colocamos, uma após outra, e que sozinhas não passam de meros vocábulos, mas unidas ganham a dimensão sem limite, a "fronteira com o infinito", rumo à beleza divinal. Segue abaixo trechos da música do genial Genival.

"(...) A rima recicla da vida a palavra pobreza
Agora espírito de vida, beleza
Não se entrega, não paga resgate
É vacinada contra o vírus vaidade (...)"

" (...) A rima é o universo em equilíbrio
Há quem odeie e eu, eu acho incrível
Tem muito mais valia que o dinheiro
Não se come, não se vende, não se sente o cheiro (...)"

Pensamento para o agora


"O estudo, a busca da verdade e da beleza são domínios em que nos é consentido sermos crianças por toda a vida."

Albert Einstein

Poesia - Infanticídio

Infanticídio

Peão, bola, chiclete
falcão, droga, pivete
na rua só o aqui e agora
em casa, ri, grita e chora

Empunhando o fuzil
pouco maior que seu corpinho
faz aquela cara de bandido
depois dorme, com seu ursinho.

A.E.S.

O Hip Hop e a Crise Mundial

O texto que escrevi, "Hip Hop e a Crise Mundial", foi publicado no site do PCdoB, pelo parceiro Toni C.

Fala sobre a crise mundial, a importância do conhecimento, discorre sobre economia e correlaciona com o hip hop.

Confira:

http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=50231

Aos punhos

Que os punhos segurem rosas, rosas brancas para os amigos e para os inimigos rosas brancas também, como ensinou Marti. Odiaremos a injustiça amando o injusto. É assim que os rebanharemos.
Que os punhos não se utilizem de canetas para elaboração de leis que visam à ordem de classes e ao progresso da inércia. Para caminharmos para frente, é necessário enfrentar o desequilíbrio de tirar um pé do chão.
Que os punhos não sejam ornados por caros relógios nem pulseiras de ouro. A simplicidade é condição indispensável para o verdadeiro sucesso.
Que os punhos não sejam utilizados como meio violento. Socos são aqueles que damos no ar, como Pelé fazia, para comemorar nossas vitórias.
Que os punhos não sejam cortados, utilizados para abreviar o sonho da vida. Pois sendo realidade ou não, a vida é a única certeza que nós temos. E temos que fazer por merecê-la, gole por gole.
Que respeitemos os punhos desmunhecados, os punhos com gota e os que não tem punhos. A diferença existe para ser incluída, e é assim que nos tornamos mais completos.
Que consigamos conduzir nossa história com punhos firmes. Somente construímos um mundo melhor quando somos nós os protagonistas. E há muito por fazer, diariamente.
Então, Guerreiros! Punhos cerrados e ao alto, avante! Mesmo que não seja o momento de nossa vitória, é sempre hora de lutar.
EBNER

Pensamento para o agora


"Somos o que fazemos, principalmente o que fazemos para mudar o que somos."

Eduardo Galeano

O homem - Parte III - Final

Toda dor que passou na vida trazia a todo momento
o vizinho que lhe tomou a terra no empréstimo fraudulento
A esposa e os dois filhos que foi obrigado a abandonar
para que os avós lhe dessem o pão que ele ainda iria buscar
Tiraram de sua vida a chance de ter direitos
a ignorância e a opressão rasgaram em carne viva seu peito

Após seiscentos kilômetros, chegaram os sem-terras
numerosos jagunços no horizonte anunciavam a guerra
A feição do homem transfigurou, era quase uma risada
porque era na luta que ele se encontrava.

O Homem - Parte II

O Homem - Parte II

O vento rebate no rosto do homem
sem saber que ele enfrenta há dias a fome
"Cumo pode tirá de mim a fazenda assim
cum simples paper trázido cá pra mim!"
Na confiança depositada, o injusto virou legal
do advogado a assinatura, do analfabeto a digital.

Mira ao longe com o passado na mente
hoje solitário no meio de tanta gente
Um amontoado de tristes histórias e grandes problemas
marchando todos rumo à Paranapanema
Restos de sonhos que a opressão não rancou
sonhando com a vida simples que na mente ficou.

Frase da Vez

Não tente ser bem sucedido, tente antes ser um homem de valor.

Albert Einstein

O Homem - Parte I

Pelo caminho segue o homem
a passarinhada num momento some
Refletindo sobre a vida, longe do agora
felicidade e alegria, há tempos foram embora
Restou um desalento amargo, a dor e o rancor
verdadeiras armaduras por onde não passa o amor

A poeira da estrada relembra o homem
buscando imagens que na memória dormem
A fazenda do pai, oh lugar... deixada de herança
a única satisfação do dia é buscá-la na lembrança
Os animais no pasto, os peixes, as aves
Paraíso natural onde não chegavam chaves

André Ebner Silva

Quetão de Clase

Questão de Classe

Não quero as dondocas
de aparência rebuscada
cheias de metideza
e na alma, nada.

Não quero as fúteis
de palavras difíceis
quero as que poetizam
sobre rosas e mísseis

Não me venham com modelo
que não gosto de padrão
quero as de beleza
na mente e no coração

Não quero as metidas
muita pose e falsidade
quero as cotidianas
que abraçam de verdade

Não quero as nobres
nem burguesas nem patricinhas
pois não percebem seu redor
preocupadas com sua vidinha

Eu quero as molecas
caseiras e simples assim
são essas as poesias
que quero para mim.

Ebner

Pensamento para o agora e sempre

Será possível amar a coletividade sem nunca ter amado profundamente criaturas humanas individuais?

Antonio Gramsci

poesia - De quem o mundo é

De quem o mundo é

O mundo é daquele que olha nos olhos
E sente um momento de reconhecimento
O mundo é de quem sobe na árvore
E come a jabuticaba direto do pé

O mundo é de que senta na calçada
E se delicia com a brisa
O mundo é do bebê que ri
E do adulto que colheu o riso

O mundo é do caminhoneiro pelo Brasil
Aguardando a volta aos abraços da esposa
O mundo é da menina que abre o livro
Para poder ler melhor o mundo

Com tantos querendo ser os donos do mundo
Lembre-se: _O mundo é seu, rapaz!
Basta ser constantemente
Aquele que você gostaria de ser.




Ebner

Essa Civilização

Ah essa Civilização...
que fez do curvo um reto
do poema um concreto
de cada rei um peão

Ah... Essa Civilização!
o homem é um menino
mas fada seu destino
num jogo de cifrão

Ah, essa Civilização,
rouba do sol seu brilho
torna o dia um martírio
despejando preocupação

Ah! Essa Civilização...
o menino é um querubim
mas ceifa a asa assim
pra que não pule mais do chão

Citação

A correria do dia-a-dia muitas vezes te coloca numa situação que voce pensa que nao é capaz, que as coisas vão ser simplesmente dificuldade, mas a dificuldade também tem a alegria de ser superada.

GOG

Miragem

Gostosíssima, linda, miragem desfilando

Cobiçada, pele queimada e olho azul

Rebolando simpatia e aguardando

a hora de poder coçar o cu.


Ebner

Começando o Dia

Agradecendo o dia que se foi
Deitarei no jardim quando cansar
Correrei atrás do cachorro e acrescento
Nessa noite não fico em casa

Sem porquê pra quem passava
Receberei em dobro o sorriso mostrado
Que escorreu ao brincar com meu filho
Hoje à tarde enxugarei a lágrima

Às inevitáveis encruzilhadas da vida
Tratarei com amor o ar que me faz aspirar
Os seres da natureza à minha volta.
Hoje de manhã sentirei plenamente

As coisas simples do mundo!
Hoje nada é tão importante quanto
Ao raiar deste dia iluminado.
Lerei tudo de baixo para cima

André Ebner Silva

Frase da Vez

"O jovem tem que se divertir e ser alegre, mas sem ser superficial "

Ernesto "Chê" Guevara

Tem que Ser de Esquerda

Ser de esquerda é saber que estamos lutando para alcançar um mundo que muitos morreram para que cada vez cheguemos mais perto.
Ser de esquerda é ter coragem de falar enquanto não se esforçam para ouvir. É amar a poesia enquanto mercantilizam o ódio. É fazer da luta um romance, e da vida, uma biblioteca.
Ser de esquerda é amar a mãe Natureza e não o deus Dinheiro. Harmonizar o meio à sua volta sem mudar o seu posicionamento. É converter as coisas simples na fonte suprema de inspiração e razão insofismável de sempre agüentarmos um pouco mais.
Ser de esquerda é ter urgência na resolução dos problemas, porque o povo sofre desde sempre, e cada segundo a mais é muito tempo. A eficiência para semear é tão virtuosa quanto a paciência para colher.
Ser de esquerda é procurar nas piores correntezas, o vento que precisamos para seguir contra a maré. É amar a música do povo, e não a música para o povo. É respeitar todas as culturas, e saber que conhecê-las é uma das formas mais eficazes de resistir às domesticações.
Ser de esquerda é ter motivo para viver e para morrer, para sorrir e para chorar, para ficar e para partir, mesmo que as pessoas próximas, que tanto estimamos, não compreendam no momento.
E o momento haverá de nos compreender.
Ebner

Pensamento

"O homem não morre quando deixa de viver, e sim quando deixa de amar"

Charles Chaplin

Escritos # 1- O Amor

O amor é tão importante que deveria ser o centro de todas as ações humanas, mas milhares de anos não foram suficientes para compreendermos o mandamento principal de um homem chamado Jesus. Pensamos no amor como algo simbólico e metafórico, enquanto ele é simples e cotidiano. Simples, mas não fácil.
O instinto da preservação individual produz uma vaidade e um querer-sair-por-cima que é, com certeza, o sentimento que mais move o homem. O amor é infelizmente relegado a segundo plano, apesar de ser o mais poderoso.
O amor de poucos, quando bem desenvolvido, neutraliza o ódio de milhões, e se alastra sobre aqueles que deixam seu querer-sair-por-cima de lado. Mas somente sobre estes. É uma expressão da luta entre a preservação individual e a preservação coletiva.
Se resolvermos fazer uma uma pesquisa, veremos que todos se julgam que amam, porém se perguntarmos quanto aos outros, dirão que muitos não amam, e que agem somente por interesses.
O que acontece é que as pessoas pensam manter os dois sentimentos, sem verem que são inconciliáveis. A preservação individual é muito mais automática e fácil, o que faz com que na hora do conflito entre os sentimentos, sempre se cai para esse.
O capitalismo age sorrateiramente e utiliza todos os sentimentos humanos a seu favor. Isso não se dá por decreto ou "ordem direta de multinacionais", mas através da união das leis do mercado e dos próprios sentimentos humanos, por meio de costumes, modas, propagandas e valores ditos incontestáveis da sociedade.
A sociedade atual transformou a idéia do amor em um amor namorado, um amor de duas pessoas que esquecem os outros e o resto do mundo, suas filosofias e moralidades, selando seu namoro a dois com os presentes das datas comemorativas. É muito triste.
A receita do amor é na verdade uma contínua preparação a estar apto a amar sempre. A preparação simples e difícil do amor é se esvair do sentimento de preservação individual, enquanto se inspira o sentimento de encontrar-se no "outro", compartilhando dores e felicidades com amigos e desconhecidos.
Quando um homem ou uma mulher encontra no momento o Amor, olha ao próximo com olhos de cumplicidade e admiração, oferece-se para entender e ajudar, assim como mantém posições firmes sobre desumanidades em locais que nunca ouviu falar. É até comum atingir este nível de amor algumas vezes na vida, mas mantê-lo a todo momento em nós, é o grande desafio da vida. As grandes provas virão no conflito com seu ego.
A preparação ao Amor pode ter milhares de espinhos, mas é muito mais bela.

Ebner

Excenciate triponofus

Essencialmente o ser
Sem saber sorrir
Lamento apenas
Pois dores vêm
Lembranças ficam

A paz que se procura
Com o tapa se finda
Pra quê essa tristeza
Se o mundo passará
Assim como você

Ebner

Rosa Branca

Cultivo uma rosa branca
Em julho como em janeiro
Para o amigo sincero
Que me dá sua mão franca

E para o cruel que me arranca
O coração com que vivo
Cardo nem urtiga cultivo
Cultivo uma rosa branca

Jose Martí

Reflexão do momento

Perguntaram ao Dalai Lama...
"O que mais te surpreende na Humanidade?"
E ele respondeu:
"Os homens...
Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde.
E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido."

Frase

" O hip hop é um diamante bruto que precisa ser lapidado, mas é um diamante para nós revolucionários"

João Amazonas

A luta do Hip Hop

Os sonhos, as idéias
o cunho esquerdista
jamais farão o hip hop
sumir de nobres listas

Reinvidicação popular
contestação, força sem igual
é o imenso poder
do povo sobre o mal

É em grandes livros
que se encontra a teoria
é com grandes parceiros
que a constroe no dia-a-dia

O sistema é um gigante
mas tem pés de barro
para que ele caia
basta não financiarmos


Na luta contra o capitalismo
é que o guerreiro cresce
a cada mostra de identidade
o imperialismo enfraquece

Consumindo o suco gelado
no mundo do enlatado
e no mundo do concreto
o ambientalmente correto

No impecável proceder
o mundo mais justo vem
se a injustiça te indigna
és compañero también

Pela potência do hip hop
mudaremos o planeta inteiro
os nossos valores
triunfarão sobre o Dinheiro


Ebner

Pensamento do momento

"Temos, há muito tempo, guardado dentro de nós um silêncio bastante parecido com a estupidez"
Eduardo Galeano

Escritos # 3 - Meio Ambiente

Seguindo a constatação de que estamos intrinsecamente unidos com o nosso redor e com as pessoas à nossa volta, de tal maneira que somos também eles, a preocupação com a natureza torna-se natural na nossa vida. Resta-nos assim conhecer os problemas envolvidos e encontrar soluções possíveis.
Nas sociedades que adotam o sistema capitalista, reina-se a competitividade e o materialismo, produzindo um consumismo inato e desenfreado, sem outras preocupações que não a de atender à própria vaidade. As degradações ambientais resultantes deste pensamento fazem com que a natureza terrestre sofra irreparáveis modificações. Em nome do que se entende por progresso, restou ao mundo uma pequena parcela de florestas, de animais, e de rios saudáveis. Como produto, um desequilíbrio climático que está produzindo fenômenos “naturais” históricos, como alterações nas estações, inundações e tornados sem pares. Prevêem-se milhares de mortes e outros milhares de vidas degradantes.
Há um importante conceito a ser utilizado para frear este caos, chamado Desenvolvimento Sustentável. Podemos resumi-lo em uma palavra: harmonia. Harmonia com nós mesmos, com os outros seres humanos e com a natureza ao nosso redor. Uma sociedade sustentável é aquela que busca modelos alternativos que harmonizam o desenvolvimento econômico com a proteção do meio ambiente. Ter uma política sustentável é negar o modelo capistalista-materialista, por este induzir uma natureza inóspita a uma grande variedade de animais, inclusive ao próprio homem.
No desenvolvimento sustentável, a terra, a água e os animais são utilizados de modo que se garanta o sustento saudável para todos os seres, e ainda garanta a preservação da cultura e identidade do homem.
Para aplicar individualmente o conceito de desenvolvimento sustentável no sistema capitalista, deve-se refletir na hora de consumir e descartar produtos, observando as ações que direcionam o mundo à sustentabilidade. A hora de consumir é um momento tão poderoso no capitalismo, que devemos utilizar a favor do mundo e da dignidade humana.
O humanismo e o ecologismo devem não só andar de mãos dadas com o desenvolvimento como serem o próprio desenvolvimento procurado.

Ebner

Citação

O caminho da vida pode ser o da liberdade e o da beleza, porém desviamo-nos dele.

Charles Chaplin

Poesia - "A Grande Alma"

Ghandi, grande gigante
Ensinou o homem a guerrear
Com humildade e amor
Fez um império se curvar

Nasceu e morreu sem luxo
Franzino, simples e calvo
Armado pelas palavras
Fez da injustiça seu alvo

A religiosa e separada Índia
Unida pela independência
Pacíficos contra a opressão
Através da desobediência

Enquanto porcos de gravata
Acordam um novo genocídio
Tiros jamais matam sonhos
Seus ideais permanecem vivos.

André Ebner Silva

Pensamento da Semana

Se você treme de indignação perante uma injustiça, então é meu companheiro.

Chê Guevara

Aforismo da semana

Se um homem não descobriu algo por que morrer, ele não está preparado para viver.

Luther King

pensamento da semana

Primeiro eles te ignoram, depois eles riem de você, então finalmente resolvem te enfrentar e aí você vence.

Ghandi.

Escritos # 2 - Educação

Se todos estamos interligados até materialmente, cabe-nos buscarmos maneiras de desenvolve ao máximo os "outros", para asssim, melhorarmos à "nós" mesmos, se é que ainda cabe o sentido de "outros" e "nós". Falar em desenvolvimento do ser, é falar em educção. Há uma grande diferença em educação e escolarização. O Brasil avançou signficamente na escolarização nessa última década, mas a educação segue calamitosa, sucateada e até piorando, já que fica cada vez mais defasada na sociedade dinâmica que vivemos.
A educação que se deve ter deve ser voltada para o desenvolvimento do cidadão. Para que a criança enxergue no outro seu semelhante e no mundo a extensão de suas atitudes.
Na educação atual, preza-se pela decoreba e pelo conteúdo inútil, dado apenas por tradição e comodismo. Não se ensina com a didática certa. Apresenta-se matérias mortas, meros conteúdos que devem ser decorados para a prova e esquecidos no dia seguinte. A competição se instaura naqueles que não ficam pelo caminho e a exclusão se consolida no vestibular.
O desafio da reformulação da educação é grande.
Na educação necessária, deve-se privilegiar o desenvolvimento das capacidades da criança, do ser humano. Deve-se apresentar as matérias de modo que o aluno se apaixone pelo seu saber, senão não vale a pena. É preciso humanizar o conhecimento e sentimentalizar as matérias.
Para ser mais prático e menos teórico, vamos pensar nas matérias do ciclo básico. Todos sabemos como elas são dadas, e deve-se modificá-las radicalmente. Basicamente:
O português deve ser dado para que o indivíduo consiga interpretar e escrever textos a matemática e a lógica para que ele consiga raciocinar bem; história e geografia para que ele conheça os problemas do mundo e as possibilidades de solução; cidadania, para que ele conheça leis e desenvolva consciência social, ambiental, do próximo e de cidadania; a ciência, para apresentar as coisas do mundo e da saúde; a arte, para desenvolver identidade e a capacidade de criar; o esporte, no qual devem ser dadas várias possibilidadfes para que ele possa fazer um que ele goste e faça bem, para desenvolver e conhecer seu corpo e aprender que o esforço é necessário mesmo para fazermos bem aquilo que gostamos. Tudo isso em volto de uma filosofia de educação cujo o único objetivo é desenvolver as potencialidades do ser humano, fazendo pessoas atores principais de sua arte de existir, apaixonadas pela vida.
Há várias teorias de aprendizado e educação, muitas delas realmente excelentes. O problema é muito mais a aplicação delas. Como ensinar o aluno a pensar se o vestibular cobra decoreba? Como ensinar causas e consequências se o livro só nos dá os dias dos fatos. por isso o desafio é grande, pois deve-se mexer em toda a estrutura, deve-se realmente ter um plano de revolução da educação, que não seja simplesmente a extensão da escolarização, mas o aumento significativo na qualidade de desenvolvimento do maior número possível de seres humanos.

Ebner